sábado, 19 de maio de 2012

Eu tranco a porta 

pra todas as mentiras


E a verdade também, está lá fora.


Agora, a porta está trancada,


A porta fechada


me lembra você a toda hora.


A hora me lembra o tempo que se perdeu


Perder é não ter a bússola.


É não ter aquilo que era seu


E o que você quer?


Orientação?


Eu tranco a porta pra todos os gritos 


E o silêncio também está lá fora


Agora a porta está trancada


Eu pulo as janelas


Será que eu tô trancado aqui dentro?


Será que você tá trancado lá fora?


Será que eu ainda te desoriento?


Será que as perguntas são certas?


Então eu me tranco em você


E deixo as portas abertas 

.
"Trancado Ana Carolina"

quarta-feira, 16 de maio de 2012

esperar(ando)




Os sentimentos agora ordenados gritam pra que sejam cumpridos suas respectivas vontades,sonhos e desejos...
Gritam em vão,já que seus sonhos não dependem de um,e sim de um ‘dois’.
Como é complicado esperar...
Esperar que nossos sonhos e vontades coincidem.
Esperar que o tempo que é senhor de tudo conserte este ‘mal’ que ele mesmo o fez.
Esperar que a coragem te atinja em cheio no peito...
Esperar o encontro.
O toque.
O não.
O sim.
Esperar o ‘eu’...
O nós.
O amor.
Esperar que passe e que chegue logo.
Es- pe-errar.
Esperar amar,
amor,
você.
Esperar o fim?


"Esperar dói . Esquecer dói.
Mas não saber se deve esperar ou esquecer é a pior das dores. Paulo Coelho"

terça-feira, 1 de maio de 2012



E se achar que eu já não sirvo pra mais nada – ouse  olhar pra dentro de mim...

Verá que eu ainda sirvo para amar.