sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Degustando o despertar da felicidade

 
Quando seus olhos acompanham palavras doces,que 'derretem' como açúcar ao encontrar a saliva quente.
E seu rosto não disfarça o encantamento pelo gostoso sabor dessas palavras. 
Derretidas.
Alimentando o coração,os sentidos e a alma...
Trazendo um novo começo.
E com ele,uma porção redobrada de serotonina,que é pra dar novo sentido ao que se chama de felicidade.
Não digo que voltou.
Porquê na verdade,nunca se foi de verdade.
Prefiro dizer que dormiu...
...Descansou o coração,deu novo sentido a saudade,assim como o da felicidade.
Dormiu/viajou/morreu/sangrou/chorou,e como chorou.
Choraram.
Morreram,assim sincronizados.
Tudo isso dentro de um suposto 'descanso' dormindo.
Sonhando,ou melhor morrendo/vivendo dentro de um pesadelo onde não se acordava.
Mas onde o prazer das palavras doces permaneceram.
Fazendo sorrir,os lábios a alma e o coração.
Permaneceu assim...
Dormindo,para viver um lindo despertar.
Despertar de sorrisos,abraços,palavras e cumplicidade.
Derretidos como açúcar ao encontrar com a saliva quente,e se fundindo.Se tornando um só verbo.
Um só,sentir um só degustar de açúcar e palavras doces.
E...
   ...E despertou para novamente viver. 
Ser feliz,e colorir meu céu como 'Firework'!

(Vivendo o despertar do sentir,e o degustar da felicidade.)


sábado, 10 de novembro de 2012

Firework,colorindo o céu...


"Do you ever feel
Already buried deep
Six feet under screams
But no one seems to hear a thing"

Sim...E como foi difícil me perceber enterrada,gritando sem que ninguém pudesse me ouvir.
Gritando como nos pesadelos,em que a gente grita mas ninguém nos escuta,porque não sai som de nossa garganta.
Um período de cordas vocais/sentimentos travados/trancados.
Passivo,inerte,imóvel,morto...
Um período de tons pálidos e ressecados de Outono,acinzentado.
Período onde imperou  o silêncio,o medo,a dor,a solidão,a saudade...
O período dos 'jogos' sozinha, de 'Exteriorizar dores', de 'Ter vontade de chorar',de 'Crescer doendo', de identificar a 'falta de cores e de peças'.
Período de 'Gente enferrujada', de ter a 'Saudade como um pedaço meu', de tentar 'Me fazer entender', de 'Querer ser livre como a borboleta', de 'Fazer mágicas',  de 'Odiar o amar'...
E hoje,vivendo a oportunidade do 'Restart',do 'reiniciar o jogo' e não mais jogar sozinha.Mas ter a melhor das companhias para os jogos.
Sim,no plural porque estamos 'tocando tudo',no jogo/vida e 'Guitar Hero' também. rs
Hoje não mais 'Me fazendo entender' sem cores,porque com a chegada do SIM elas também retornaram para seus lugares de origem,como uma explosão de cores...
Explodindo sorrisos-cores,abraços-vidas,gargalhadas-brigas,liberdade de borboleta colorida,pronta pra alçar voos.
Explodiu as cores do 'Firework' ao abraçar a liberdade,numa tarde cansada.
Podendo descansar o corpo e o coração,no melhor abraço.
Hoje,fogo de artifício tocando o céu e colorindo,céu/vidas...
Hoje não mais 'Sorriso de tinta',mas cores próprias de liberdade.
Você sabe que é amor,quando o tempo nem a distância leva.Você sabe que é amor quando,faz permanecer em você uma faísca de esperança,de certeza de que tudo daria certo.
Ainda que por vezes,o desanimo e os tons opacos tomasse conta...
E as vozes puderam sair,e a Borboleta pode voar ao abraço da Abelhinha...
Hoje voam/jogam/vivem/sorriem/choram/silenciam,juntas.
Sincronizadas,tocando e colorindo nosso céu,como fazem os 'Fogos de Artifício'.


"Cause baby you're a firework
Come on show 'em what you're worth
Make 'em go "Ah, ah, ah!"
As you shoot across the sky "Ah, ah!"








Vindo de outros planetas

"E a abelhinha chegou do trabalho sem entender muito bem o pq do riso bobo no rosto da borboleta...
Abriu-lhe o portão e os braços-asas e lhe pediu que entrasse com um convite sincero, louco e libertador... quase um grito rompendo um silencio de seis meses: - Acabou! contou a borboleta, meio sem jeito e sem enfeites...
A abelhinha assustou, olhou com um sorriso de medo-alegria pra borboleta...
Por um tempo n se soube o que mover dentro de dois seres impedidos de "se ter", de
ser, de com-viver-sentir-ouvir... Por um tempo n se soube como ser livre...
É como se os tivesse condicionado aos nãos e de repente um 'sim' os quebrou. É bem verdade que não foi um simples 'sim', foi 'O SIM'...
Daquele esperado por corações que já perdiam a esperança de o ter... É... e esses corações se viram perdidos... Como que suspensos num ponto de interrogação enorme feito balão dançando entre nuvens...
'E agora?'
Agora...
Bem, é hora de deixar ''nossas cores explodirem!!
Firework", é hora de recomeço!
Éh... Press Start no jogo do contente!!!

"Te dou o controle numero 1, com direito a coca-cola e nutella", hehehe... e n esqueci do 'Cuervo' kkkkkkkkk =P
TE AMOOOOOOOOOOOOOOOOOOO JUH!!!!
(ps: depois desse tempo todo merece teh ctrl-c/ctrl-v infinito!!!) S2 "




Merecia ser postado por motivos de: Não precisa de motivos!
Gratidão pelo presente Ferzinha